Brasileiros no Canadá

O jornal eletrônico da comunidade brasileira no Canadá

Canadá? Não, Rio Grande do Sul…

Posted by José Francisco V. Schuster em 25/07/2009

Inverno RSA foto ao lado não é no Canadá. É de hoje, 25 de julho de 2009, em Caxias do Sul, na região serrana do Rio Grande do Sul. O estado vem sendo atingido por inverno rigoroso, com temperaturas que chegaram a uma mínima de -6,3 graus em Vacaria. Em Porto Alegre, a temperatura chegou a zero grau. O que se vê no chão não é neve, mas o orvalho que congela e cria uma camada de gelo sobre a superfície – a geada.

O problema  é que o Brasil vive sempre sob a aura de “país tropical”, não estando preparando para temperaturas tão baixas, embora elas se repitam todo ano – apesar de 2009 estar batendo recordes. Assim, o gado visto na foto ao lado deveria estar em estábulos, aquecido e com alimentação sendo oferecida. Gelo não dá pra pastar… Os humanos também passam por situações bem difíceis, com a grande maioria das casas (exceto as mais luxuosas) não dispondo de calefação central.  O ar condicionado ligado para esquentar (algo que não existe no Canadá), o que resolve o caso apenas de uma peça da casa, é também um luxo, e ainda assim usado com parcimônia devido ao alto custo da energia elétrica. Os aquecedores elétricos e a gás, a alternativa mais comum, porém, tem uma baixa eficiência, sendo difícil encontrar algum onde se possa ficar a um raio de mais de dois metros e se sinta o efeito.

O banho é outro drama, pois normalmente não há água quente central, como no Canadá, mas chuveiros elétricos que “comem” uma imensidão de energia e só fornecem uns míseros pinguinhos na temperatura ideal – além de o próprio banheiro estar muito frio para ter-se coragem de tirar a roupa. Não admira que muitos pelo menos pensem em “enforcar o banho”.  Além do banho, a outra grande tortura é sair do quentinho de baixo das cobertas pela manhã, pois o quarto está gelado. Aliás, ao contrário do Canadá, onde tira-se as roupas pesadas quando se chega em casa, no Sul do Brasil continua-se usando elas dentro de casa…  Nem é bom falar da situação dos favelados, onde as frestas nos barracos fazem o interior ser tão frio como na rua. Estes improvisam o combate ao frio como podem, com fogareiros a lenha ou mesmo fogueiras que criam grande risco de incêndio e de tragédias ainda maiores.

Pelotas, no sul do Rio Grande do Sul, ainda tem o incoveniente extra de ser a “capital da umidade”, embora as demais cidades do sul do país também sofram com ela. Em Pelotas, porém, a condensação da umidade nas paredes da casa faz com que elas se tornem úmidas e mesmo se criem verdadeiras poças junto ao rodapé.

A falta de preparo para o frio atinge inclusive os hospitais, com muitos deles não tendo calefação nas salas de emergência, que ficam lotadas de pessoas (principalmente crianças) buscando atendimento para doenças típicas do inverno, como a gripe e a bronquite.  São cenas repetidas ano após ano na televisão e de dar pena…

Seria bom que no Sul do Brasil não se levasse tão a sério a (ótima)  música “País Tropical”, de Jorge Ben Jor, dando lugar a uma nova mentalidade especialmente nas faculdades de arquitetura e de engenharia. Não basta pegar projetos do Rio ou do Nordeste,  dar “salvar como”, e aproveitar no Sul do Brasil. Está mais para se inspirar na arquitetura canadense, com seus “drywall” e outros elementos de construção que façam a casa ficar quentinha no inverno, mesmo se não houver calefação central (até porque lá não tem gás natural canalizado como aqui). Claro que teria que adaptar-se para garantir-se por outro lado, que a casa não se tornasse um forno no verão.

O pessoal do Sul do Brasil, enfim,  precisa de um corpo resistente, pois o verão é quente como o do resto do Brasil, mas o inverno não é pra botar defeito, sendo que são restritos os confortos para amenizar o clima em ambas as estações – enquanto que aqui no Canadá a calefação está presente em todas as casas e o ar condicionado em muitas delas.

Foto: Maicon Damasceno/Ag. Free Lancer/Futura Press

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: