Brasileiros no Canadá

O jornal eletrônico da comunidade brasileira no Canadá

Trabalhadores da limpeza lutam por direitos

Posted by José Francisco V. Schuster em 12/12/2008

julio-silvaOs trabalhadores da limpeza em Toronto, onde portugueses e brasileiros fazem um grande percentual, começam a organizar-se em busca de seus direitos. O sindicato SEIU Local 2 está fazendo uma campanha para que mais pessoas se unam aos 12 mil membros atuais, nos quais já se incluem empregados das cinco maiores empresas de limpeza de Toronto: Unico, Hurley, Hallmark, Big Clean e Omni (esta através da Liuna Local 183). A adesão ao sindicato permite que os empregados passem a contar com direitos como contrato de trabalho, aumentos de salários anuais, pagamento de feriados, férias de até quatro semanas e vantagens aos mais antigos na empresa.

“Em Montreal, onde existe uma mobilização há sete anos, hoje o sindicato tem apenas um contrato de trabalho para toda a cidade, os homens ganham $ 14.80 por hora e as mulheres, $ 14.60”, afirma o brasileiro Julio Silva, integrante do sindicato, destando que estes salários são muito maiores do que os praticados em Toronto e sem a grande diferença que aqui ocorre entre o pagamento para homens e mulheres. Os empregados da limpeza de Montreal, além disso, conquistaram direitos completos a benefícios.
Em Toronto, porém, ainda há empresas que resistem até mesmo à adesão de seus trabalhadores ao sindicato, como é o caso da Impact Cleaning Services. O SEIU Local 2 chegou a promover uma passeata com mais de 50 pessoas no último dia 19 de novembro, no centro de Toronto, para protestar contra as péssimas condições de trabalho enfrentadas naquela empresa.
“Muitos dos empregados trabalham através de companhias individuais e a Impact não paga férias, não paga feriados, não paga seguro, não paga horas-extras e quando tentaram se organizar, os ameaçaram de demitir”, conta Júlio, observando que, se trabalha através de companhia individual, o empregado torna-se muito vulnerável, podendo ser cortado a qualquer altura.
“Organizar-se e aderir a um sindicato é um direito nosso, que o Ministério do Trabalho do Canadá reconhece”, frisa o sindicalista. Ele enfatiza que ser contratado através de companhia individual, entretanto, não é obstáculo para fazer parte do sindicato. “Estas pessoas continuam a ser trabalhadoras e a ter direitos”, disse ele. Estar ilegal também não é problema. “Isso não interessa, pois se a pessoa está trabalhando, tem os mesmos direitos dos demais trabalhadores, resguardados pela lei”, afirmou Júlio. O SEIU Local 2 hoje procura não fazer mais contratos por edifício, estando a organizar de uma vez só companhias de limpeza inteiras. Diversos edificios devem ser visitados pelo sindicato em breve em busca de novas adesões. Contatos podem ser feitos pelo telefone (647) 205-0599.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: