Brasileiros no Canadá

O jornal eletrônico da comunidade brasileira no Canadá

Brasil e Canadá assinam acordo de cooperação

Posted by José Francisco V. Schuster em 24/11/2008

COMUNICADO OFICIAL EM PORTUGUÊS E INGLÊS

Canadá e Brasil assinam acordo de cooperação em ciência, tecnologia e inovação

O Ministro da Ciência e Tecnologia, Sérgio Rezende, e o Ministro de Comércio Internacional do Canadá, Stockwell Day, assinaram, em São Paulo, durante a Conferência Internacional sobre Biocombustíveis, o Acordo-Quadro para Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação. O novo Acordo – que dá base jurídica intergovernamental à cooperação já existente entre os dois países – deverá também favorecer sua ampliação.

O acordo é representativo do momento particularmente favorável que atravessam as relações bilaterais, e tem por objetivo promover o desenvolvimento de projetos conjuntos num espírito de eqüidade e em benefícios mútuos. A coordenação das atividades de cooperação no âmbito do Acordo deverão ser supervisionada pelo Comitê Conjunto para Cooperação em Ciência, Tecnologia e Inovação, do qual participarão, pelo lado Brasileiro representantes do governo, da academia e do setor privado.

O processo de negociação do Acordo-Quadro teve início em julho de 2007, na oportunidade da visita da Governadora-Geral do Canadá ao Brasil. Depois de trocas de missões pelos dois países para negociações, o texto definitivo do Acordo foi alcançado em 23.09.2008 em Toronto.

Brasil e Canadá já promovem atividades de pesquisa e desenvolvimento em várias áreas de interesse comum, e, com a assinatura do Acordo, a intenção é cooperar em todas as áreas de ciência, tecnologia e inovação para fins pacíficos, tais como biotecnologia, nanotecnologia, tecnologia da informação e comunicação, saúde, e energias renováveis. Ambos os países estão certos de que a participação em atividades de pesquisa, desenvolvimento e inovação proporcionará benefícios econômicos e sociais para as partes.

Canadá

CANADÁ E BRASIL ASSINAM ACORDO DE COOPERAÇÃO NA ÁREA DE CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Os excelentíssimos senhores Stockwell Day, ministro do Comércio Internacional e ministro da Ásia e Pacífico do Canadá, e Sérgio Rezende, ministro da Ciência e Tecnologia do Brasil assinam hoje um acordo bilateral para a cooperação na área de Ciência, Tecnologia e Inovação que irá impulsionar a colaboração em pesquisa e desenvolvimento e levar à comercialização de novas idéias.

“Nosso governo entende a importância de estabelecer parcerias internacionais em pesquisa e desenvolvimento e o papel essencial que a Ciência e a Tecnologia exerce na nova economia”, afirmou o ministro Day. “O Canadá tem a satisfação de assinar um acordo com o Brasil que irá fortalecer alianças e parcerias vitais e comercialmente importantes com uma das maiores e mais diversificadas economias das Américas”.

O acordo irá promover maior colaboração em pesquisa e desenvolvimento entre os dois países em áreas de interesse mútuo, entre as quais: aeroespacial, agricultura, biotecnologia, nanotecnologia, farmacêutica, tecnologia da informação e comunicações e desenvolvimento de energias renováveis.

O governo do Canadá irá contribuir com um total de 1.5 milhão de dólares canadenses em dois anos no âmbito deste acordo. Os fundos estão disponíveis para apoiar até 50% dos custos com programas de ação e contratos entre governos, área acadêmica, institutos de ciência e pesquisa e empresas do setor privado. ISTPCanada, organização com o mandato de fortalecer a área de ciência e tecnologia por meio de parcerias internacionais, demonstrou que, para cada dólar gasto, outros CD$7,50 são levantados com parceiros.

O acordo de ciência e tecnologia tem como base as importantes relações comerciais e políticas com o Brasil, a décima maior economia do mundo. O fluxo comercial bilateral alcançou a marca de CD$4,9 bilhões em 2007. Nesse mesmo ano, os investimentos canadenses acumulados no Brasil somaram CD$8,8 bilhões, constituindo o décimo maior destino de investimentos diretos. O Brasil foi o sétimo maior investidor estrangeiro no Canadá com CD$12,8 bilhões acumulados em 2007.

Os acordos de ciência e tecnologia são uma parte importante da estratégia comercial global do governo canadense, que fornece CD$50 milhões anuais para o desenvolvimento doméstico e externo dos interesses canadenses na área comercial e de investimentos.

O Canadá identificou o Brasil como um mercado prioritário e um componente importante de sua estratégia para as Américas, uma política de compromisso baseada na promoção e no fortalecimento da segurança, da prosperidade e da governança democrática.

– 30 –

Para mais informações, a imprensa pode contatar:

Melisa Leclerc
Diretora de Comunicações
Gabinete do Ministro do Comércio Internacional
(1) 613-992-7332

Assessoria de Imprensa Comercial
Ministério das Relações Exteriores e do Comércio Internacional
(1) 613-996-2000
http://www.international.gc.ca

Para contatos no Brasil:

Assessoria de Imprensa – SP: 11 5509-4316 / 8335-0038.

Serviço:

A assinatura do acordo tem lugar no hotel Grand Hyatt, São Paulo, Sala do MCT, Segunda-feira 17/11/2008, às 16h30 (cobertura de imagens para a imprensa credenciada).

Informações adicionais

ACORDO DE COOPERAÇÃO CANADÁ-BRASIL EM CIÊNCIA, TECNOLOGIA E INOVAÇÃO

Em maio de 2007, o primeiro-ministro Stephen Harper lançou a estratégia nacional do Canadá em ciência e tecnologia para fortalecer a economia canadense. Ela fortifica a economia do Canadá e o progresso tecnológico em combustíveis associando a energia competitiva dos empresários e o espírito criativo dos cientistas canadenses a parceiros globais.

A estratégia é elaborada para impulsionar o investimento do setor privado em pesquisa e desenvolvimento e as matrículas em programas universitários nas áreas de ciência e engenharia. Edificar as qualificações e a expertise em ciência e tecnologia é importante para o futuro econômico do Canadá.

O acordo de cooperação Canadá-Brasil em Ciência e Tecnologia é o quarto acordo assinado no âmbito do Programa Internacional de Parcerias em Ciência e Tecnologia (the International Science and Technology Partnership Program – ISTPP). Esse programa com duração de cinco anos, administrado pelo Ministério das Relações Exteriores e do Comércio Internacional, totaliza 20 milhões de dólares canadenses e apóia a cooperação bilateral em ciência e tecnologia com o Brasil, a China, a Índia e Israel.

Elaborado pela organização International Science and Technology Partnerships Canada (ISTPCanada), os fundos do programa co-financiam projetos de pesquisa e desenvolvimento da indústria e de instituições de pesquisa acadêmica. ISTPCanada demonstrou que, para cada dólar gasto, CD$7.50 são levantados com parceiros.

O Canadá também estabeleceu acordos de ciência e tecnologia com a União Européia, França, Alemanha e Japão, e um memorando de entendimento com o Chile e a Coréia do Sul.

O Brasil lançou um ambicioso plano de ação em Ciência, Tecnologia e Inovação no valor de CD$26,7 bilhões para o desenvolvimento nacional no período de 2007-2010. Seus objetivos incluem expandir a inovação, promover a comercialização e o uso da inovação no desenvolvimento social.

Atividades no âmbito do acordo de cooperação Canadá-Brasil em Ciência, Tecnologia e Inovação serão analisadas por um comitê conjunto de cooperação em ciência e tecnologia, formado por representantes das comunidades empresariais, acadêmicas e governamentais de ambos os países.

O acordo assinado será encaminhado ao parlamento canadense. Acompanhado de um memorando explicativo, será discutido na Câmara dos Comuns. O governo observará então um período de 21 dias úteis durante o qual poderá haver debate. Após esse período, o acordo poderá ser ratificado. O procedimento no Brasil pode levar até dois anos.

English version

November 17, 2008

CANADA AND BRAZIL SIGN SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION COOPERATION AGREEMENT

The Honourable Stockwell Day, Minister of International Trade and Minister of the Asia-Pacific Gateway, and Sérgio Rezende, Brazil’s Minister of Science and Technology, today signed a Canada-Brazil Framework Agreement for Cooperation on Science, Technology and Innovation that will boost collaborative research and development activities and lead to the commercialization of new ideas.

“Our government understands the importance of establishing international research and development partners and the critical role science and technology plays in the new economy,” said Minister Day. “Canada is pleased to sign an agreement with Brazil which will forge vital, commercially-rewarding alliances and partnerships with one of the largest and most diversified economies in the Americas.”

The agreement will promote greater collaboration in research and development between Brazil and Canada in areas of mutual interest. These areas include aerospace, agriculture, biotechnology, nanotechnology, pharmaceuticals, information and communications technology and renewable energy development.

The Government of Canada is contributing a total of $1.5 million over the next two years toward this agreement. Funds are available to support up to 50 per cent of the costs of arrangements and contracts between governments, academia, science and research institutes, and private sector firms. ISTPCanada has demonstrated that for every $1 it spends, another $7.50 is leveraged from partners.

The science and technology agreement builds on Canada’s important commercial and political relations with Brazil, the 10th largest economy in the world. Bilateral merchandise trade reached nearly $4.9 billion in 2007. Canadian accumulated investment in Brazil reached $8.8 billion in 2007, the 10th largest destination for direct investment. Brazil was the seventh largest source of foreign direct investment in Canada with $12.8 billion in stock in 2007.

Science and technology agreements are an important part of the government’s Global Commerce Strategy, which provides $50 million per year to further develop Canada’s trade and investment interests at home and abroad.

Canada has identified Brazil as a priority market and it is an important component of the Americas Strategy, a policy of engagement that is based on the promotion and enhancement of security, prosperity, and democratic governance.

– 30 –

For further information, media representatives may contact:

Melisa Leclerc
Director of Communications
Office of the Minister of International Trade
613-992-7332

Trade Media Relations Office
Foreign Affairs and International Trade Canada
613-996-2000
http://www.international.gc.ca

Backgrounder

CANADA-BRAZIL FRAMEWORK AGREEMENT FOR COOPERATION ON SCIENCE, TECHNOLOGY AND INNOVATION

In May 2007, Prime Minister Stephen Harper released Canada’s national science and technology strategy to strengthen Canada’s economy. It strengthens Canada’s economy and fuels technological progress by linking the competitive energy of Canada’s entrepreneurs and the creative genius of Canada’s scientists with global partners.

The strategy is designed to boost private sector investment in research and development and enrolment in university science and engineering programs. Building science and technology assets and expertise is as important to the economic future of Canada.

The Canada-Brazil Science and Technology Cooperation Agreement is the fourth cooperation agreement signed under the International Science and Technology Partnership Program (ISTPP). This $20 million, five-year program administered by Foreign Affairs and International Trade Canada supports bilateral science and technology collaboration with Brazil, China, India and Israel.

Delivered through an arm’s-length organization, International Science and Technology Partnerships Canada (ISTPCanada), the program funds cost-shared research and development projects put forward by industry and academic research institutions. ISTPCanada has demonstrated that for every $1 it spends, another $7.50 is leveraged from partners.

Canada also has established science and technology agreements with the European Union, France, Germany, and Japan; and memoranda of understanding with Chile and South Korea.

Brazil has launched an ambitious $26.7 billion (CAD) Science, Technology and Innovation Plan of Action for National Development 2007-10. Its objectives include expanding innovation, promoting commercialization and the use of innovation in social development.

Activities under the Canada-Brazil Framework Agreement for Cooperation on Science, Technology and Innovation will be overseen by a joint science and technology cooperation committee composed of representatives from the business, academic and government communities in both countries.

The signed agreement will follow the Government of Canada’s treaty policy in Parliament. Accompanied by an explanatory memorandum, it will be tabled in the House of Commons. The government will then observe a waiting period of 21 sitting days during which debate may occur. After this period has elapsed, the agreement may be ratified. The process in Brazil may take up to two years.

Canada signs R&D deal with Brazil

Posted: November 17, 2008, 7:53 PM by Alia McMullen

Economics, Ottawa, Trade, Manufacturing, Economy, science
Canada and Brazil have signed a research and development deal designed to boost scientific collaboration between the two countries. The two will cooperate in the areas of aerospace, agriculture, biotechnology, nanotechnology, pharmaceuticals, information and communications technology, and renewable energy development, the federal government said in a statement Monday.

The Canada-Brazil Framework Agreement for Cooperation on Science, Technology and Innovation was signed by Stockwell Day, Canada’s International Trade Minister and Sergio Machado Rezende, Brazil’s Science and Technology Minister.

“Canada understands the importance of establishing partnerships in international research and development, and the critical role science and technology play in the new economy,” said Mr. Day. “We are pleased to sign this agreement with Brazil, which will forge vital, commercially rewarding alliances and partnerships with one of the largest and most diversified economies in the Americas.”

Canada will inject $1.5-million into R&D with Brazil over the next two years, supporting up to half of the cost of R&D between Canadian and Brazilian companies, governments, academia and science and research institutes, Foreign Affairs and International Trade Canada said.

Brazil was the 10th-largest destination for Canadian direct investment in 2007 at $8.8-billion, and the seventh-largest source of foreign direct investment in Canada at $12.8-billion in stock. Merchandise trade between the two countries reached nearly $4.9-billion last year.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: