Brasileiros no Canadá

O jornal eletrônico da comunidade brasileira no Canadá

Milton Nascimento e Jobim Trio cantam Bossa Nova em Toronto

Posted by José Francisco V. Schuster em 25/10/2008

 

A qualidade transcende ao tempo e ao espaço. Em um mundo onde as gravadoras tentam impingir ao público músicas e até artistas descartáveis, Milton Nascimento e o Jobim Trio mostraram na última sexta-feira, no Massey Hall, que a Bossa Nova continua tão atual e eterna como quando foi criada, há exatos 50 anos, fazendo o público cantar junto, de pé, não importando a idade ou se estão no Canadá, a 10 mil quilômetros do Brasil, onde foi criada. Tanto que a música de encerramento do show, de duas horas de duração e já no segundo bis, foi exatamente “Chega de Saudade”, que deu início a um movimento musical que continua a influenciar o jazz até hoje.

Em 1958, um trio de músicos levou meses até que uma gravadora “emprestasse” o estúdio uma madrugada para que gravassem uma música com uma batida “estranha” e diferente. O trio era Tom Jobim, Vinicius de Moraes e João Gilberto. Com “Chega de Saudade”, nascia a Bossa Nova. Passados 14 anos, o mesmo Adali Lessa, da EMI-Odeon, bancaria uma nova ousadia: lançar um álbum duplo, algo até então inédito no Brasil, chamado “Clube da Esquina”, com Milton Nascimento e Lô Borges, integrantes do movimento musical que dá título ao disco. Surgido em Minas Gerais na década de 60, o Clube da Esquina também era formado, entre outros, por Flávio Venturini, Beto Guedes e Fernando Brandt.

O CD Novas Bossas surgiu no ano passado, quando Milton se juntou ao Jobim Trio para  se apresentar no Jardim Botânico do Rio de Janeiro em um concerto em homenagem aos 80 anos de Tom. Não foi acaso: Milton canta Música Popular Brasileira, um desdobramento da Bossa Nova, e o violonista Paulo Jobim, filho de Tom Jobim, já o havia acompanhado na turnê do disco “Clube da Esquina 2”, em 1978. Além disso, Milton é amigo do baterista Paulo Braga desde o início dos anos 60, quando eles e Wagner Tiso formavam o Berimbau Trio, em Minas. O pianista é Daniel Jobim, neto do Maestro Soberano. Ao trio, foi convidado a incorporar-se o baixista Rodrigo Villa.

O show em Toronto faz parte da terceira turnê ao exterior do grupo, que já esteve duas vezes na Europa. Desta vez, eles ficam dois meses fora de casa, tendo passado pelo Canadá em meio a dez espetáculos pelos Estados Unidos, de onde seguem mais uma vez para a Europa. O espetáculo mostrou clássicos de Tom Jobim, como “Garota de Ipanema”, “Águas de Março”, “Samba do Avião” e “Caminhos Cruzados”, mas foi muito mais do que isso: teve canções de Dorival Caymmi (“O vento”), Vinicius de Moraes (“Eu sei que vou te amar”)  e até de Daniel Jobim (“Dias Azuis”). Milton não podia deixar de brindar o público com seus sucessos do Clube da Esquina, como “Fé cega, faca amolada”, “Cravo e canela”, “Para Lennon e McCartney”,  “Nos  bailes da vida” e “Maria, Maria”.

Milton, pedindo desculpas pela deficiência no inglês, falou pouco, mas elogiou o trabalho de Vinicius de Moraes como compositor, algo que tem feito em todas as apresentações. Mas o que importa é que as músicas que compuseram o repertório, mais do que serem conhecidas, fazem parte da alma brasileira. A junção de ícones como Milton Nascimento e Tom Jobim, representado pelos seus talentosos filho e neto, não poderia ser melhor. Não foi surpresa exigirem que voltassem ao palco por duas vezes. Da primeira à última música, foi puro deleite aos ouvidos e, no final, não dava mais para não cantar junto. Ficou possível imaginar-se com um copo de cerveja, em um bar no belo entardecer do Rio de Janeiro, rodeado de amigos, a falar de amores que vem e que vão.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

 
%d blogueiros gostam disto: